Influência das características físicas e químicas da água na distribuição espacial de larvas de Odonata associadas à Eichhornia crassipes (Mart.) Solms no Rio Uruapiara, afluente do Rio Madeira/AM

Rita de Cássia da Cunha, João Ânderson Fulan, Lucélia Rodrigues dos Santos

Resumo


O objetivo deste trabalho foi identificar os odonatos associados a Eichhornia crassipes (Mart.), assim como investigar as principais variáveis ambientais que afetam a sua distribuição espacial no Rio Uruapiara, Amazonas, Brasil. As macrófitas foram amostradas com um quadrado vazado com área total de 0,120 m2. A remoção das larvas foi realizada mediante lavagem da planta com água gaseificada. Foram avaliadas as seguintes variáveis ambientais: temperaturas do ar e da água, oxigênio dissolvido, pH, turbidez, fósforo total e nitrogênio total. Um total de 73 larvas de Odonata, distribuídas nas famílias Libellulidae (64) e Coenagrionidae (9) foram identificadas. Libellulidae esteve representada por Erythemis, Micrathyria, Tauriphila e Nephepeltia e Coenagrionidae por Acanthagrion e Oxyagrion. A análise de correspondência canônica (ACC) mostrou que Tauriphila e Coenagrionidae foram afetadas positivamente pela concentração do oxigênio dissolvido na água. Nephepeltia e Oxyagrion foram afetados negativamente com o aumento do oxigênio dissolvido. O estudo revelou que o oxigênio foi o fator mais significativo na distribuição de larvas de Odonata no rio Uruapiara.

Palavras-chave


Libélula; Lótico; Variáveis ambientais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7213/estud.biol.36.086.AO04

Apontamentos

  • Não há apontamentos.