Conhecimento e vida como processo de transfiguração produtor de sentido: Sobre razão poética, arte e perspectivismo em Nietzsche

Nicola Nicodemo

Resumo


A crítica da razão e do conhecimento formam um traço marcante e essencial da filosofia de Nietzsche, desde O nascimento da tragédia até as obras tardias. Pretendo debater a seguir, por um lado, as reflexões de Nietzsche sobre a razão. Eu atentarei especialmente às considerações sobre a razão, reveladoras e decisivas para a obra tardia, de Humano, demasiado humano, Aurora, e Gaia ciência, que lamentavelmente não encontraram atenção suficiente na Pesquisa-Nietzsche. O objetivo é destacar o traço poético fundamental da razão, seus aspectos psicológicos, culturais, seu aspecto servente à vida e, não menos importante, seu significado decisivo no processo de plasmação da vida. Entretanto, é indispensável para esse fim considerar a ideia nietzschiana de uma filosofia experimental e de uma vida experimental, e analisar a decisiva crítica e valoração da arte como transfiguração, ou seja, como processo criativo e inventor de sentido, e a arte como promotora da vida. Na sequência, esclarecerei o novo paradigma do conhecimento no fio condutor do corpo, a complexidade da vontade e a suportabilidade do perspectivismo, que caracterizam o pensamento de Nietzsche a partir de Assim falou Zaratustra. Pensar e viver podem ser interpretados, desde um cruzamento de razão, arte e vontade, como processo de transfiguração, isto é, como processo de interpretação, como processo de deslocamento de sentido e definição de valores. Diante desse cenário, pode-se evidenciar a intenção nietzschiana de definir critérios à edificação de uma cultura mais elevada e de dar uma resposta à questão do sentido da vida, levantada no decorrer de sua filosofia.

Palavras-chave


Razão poética; Sentido da vida; Perspectivismo; Transfiguração; Vontade de poder

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7213/estudosnietzsche.05.002.AO06

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.