Compreensão da leitura em espanhol por aprendizes brasileiros

Luisa Bárbara Specht, Sandra Regina Kirchner Guimarães

Resumo


Este estudo analisa a compreensão da leitura em espanhol (língua estrangeira) por aprendizes brasileiros. Participaram da investigação 67 alunos de 8º e 9º ano do Ensino Fundamental de uma escola pública de Curitiba, Paraná. Foram aplicados diversos instrumentos de coleta de dados para avaliar habilidades linguísticas e metalinguísticas que interferem na capacidade da compreensão de textos e, também, para analisar possíveis relações entre o desempenho na compreensão de textos em português e em espanhol. Os resultados mostraram expressiva relação entre a prova sintática de correção gramatical e a compreensão de textos em espanhol. Verificou-se ainda que, entre os participantes, a compreensão dos textos lidos em espanhol lhes forneceu pistas para inferir o significado de palavras desconhecidas encontradas no decorrer da leitura. Além disso, encontrou-se relação significativa entre o desempenho na compreensão de textos em português e o desempenho na compreensão de textos em espanhol. Entretanto, não se verificou relação significativa entre o domínio do vocabulário receptivo e a compreensão de textos em espanhol. Sugere-se que no processo de ensino do espanhol (língua estrangeira) os professores utilizem o texto como alicerce do trabalho pedagógico, orientando os alunos a utilizar o contexto (sentido do texto) tanto para identificar as palavras desconhecidas como para apreender as diferentes estruturas da língua (das mais simples às mais complexas), de maneira que possam adquirir progressivamente as habilidades linguísticas e metalinguísticas que propiciam maior domínio do espanhol 

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, P. V. Estratégia de aprendizagem e o ensino de língua inglesa via Internet. Letras & Letras, v. 18, n. 2, p. 153-170, 2002.

BOWEY, J. A. Syntactic awareness in relation to reading skill and ongoing reading comprehension monitoring. Journal of Experimental Child Psychology, v. 41, p. 282-299, 1986. doi:10.1016/0022-0965(86)90041-X.

BRAGGIO, S. L. B. Leitura e alfabetização: da concepção mecanicista à sociopsicolingüística. Porto Alegre: Artes Médicas, 1992.

CAPOVILLA, F. C.; CAPOVILLA, A. G. S. Prova de Consciência Sintática (PCS): normatizada e validade: para avaliar a habilidade metassintática de escolares de 1ª a 4ª séries do Ensino Fundamental. São Paulo: Memnon, 2006.

CAPOVILLA, A. G. S.; CAPOVILLA, F. C.; SOARES, J. V. T. Consciência sintática no ensino fundamental: correlações com consciência fonológica, vocabulário, leitura e escrita. Psico-USF, v. 9, n. 1, p. 39-47, 2004.

CRUZ, M. V. L. ECL-1 Evaluación de la comprensión lectora. 3. ed. Madrid: TEA, 2005a.

CRUZ, M. V. L. ECL-2 Evaluación de la Comprensión Lectora. 3. ed. Madrid: TEA, 2005b.

DI SCALA, M.; CANTÚ, G. Diagnóstico psicopedagógico en lectura y escritura. Buenos Aires: Novedades Educativas, 2003.

DUNN, L. M.; DUNN, L. M.; ARRIBAS, D. A. PPVT-III PEABODY, test de vocabulario en imágenes. Madrid: TEA, 2006.

GUIMARÃES, S. R. K. Dificuldades no desenvolvimento da lectoescrita: o papel das habilidades metalingüísticas. Psicologia: Teoria e Pesquisa, v. 19, n. 1, p. 33-45, 2003.

KATO, M. O aprendizado da leitura. Texto e Linguagem. São Paulo: M. Fontes, 1999.

KLEIMAN, A. Leitura: ensino e pesquisa. Campinas. São Paulo: Pontes, 2002.

KLEIMAN, A. Texto e leitor: aspectos cognitivos da leitura. 10. ed. Campinas. São Paulo: Pontes, 2004.

KLETT, E. et al. Didáctica de las Lenguas extranjeras: una agenda actual. Buenos Aires: Araucaria, 2005.

REGO, L. L. B. Diferenças individuais na aprendizagem inicial da leitura: papel desempenhado por fatores metalingüísticos. Psicologia: Teoria e Pesquisa, v. 11, n. 1, p. 51-60, 1995.

REGO, L. L. B; BRYANT, P. E. The connection between phonological, syntactic and semantic skills and children’s reading and spelling. European Journal of Psychology of Education, v. 8, n. 3, p. 235-246, 1993. doi:10.1007/ BF03174079.

SARAIVA, R. A.; MOOJEN, S.; MUNARSKI, R. Avaliação da compreensão leitora de textos expositivos: para fonoaudiólogos e psicopedagogos. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2009.

SPSS, Inc. SPSS windows user’s guide. New York: MacGraw Hill, 2008.

TUNMER, W. E. The role of language prediction skills in beginning reading. Journal of Educational Studies, v. 25, n. 2, p. 95-114, 1990.

TUNMER, W. E.; HOOVER, W. A. Cognitive and linguistic factors in learning to read. In: GOUGH, P. B.; EHRI, L. C.; TREIMAN, R. (Ed.). Reading acquisition. Hillsdale: Erlbaum, 1992. p. 175-214.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v13i38.8078

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat