DA DIMENSÃO DA SOBREVIVÊNCIA: UM ENSAIO SOBRE A ROBUSTEZ DA ESPÉCIE A PARTIR DA TEORIA DO SÍMBOLO DE NORBERT ELIAS

Maria Luisa Bissoto, Francisco Cock Fontanella

Resumo


O objetivo deste artigo é tecer considerações quanto à relevância da emersão de um sistema de condutas socialmente mediadas mediante de um sistema de comunicação simbólico para a viabilidade da espécie humana. Tais considerações serão abordadas principalmente sobre a hipótese desenvolvida por Norbert Elias na obra Teoria Simbólica, onde a emergência de um viver em sociedade é entendida como uma das principais condições que possibilitaram a nossa espécie alcançar patamares de sustentabilidade. A este enfoque apõe-se, no sentido de enriquecer a compreensão do leitor e de aprofundamento do tema, um estudo a respeito da viabilidade evolutiva de sistemas matematicamente modelados, desenvolvido por Peter Allen. Em nosso entender, essas considerações se revestem de importância, por remeterem ao estudo de elementos constitutivos dos processos de civilização e de descivilização, ajudando no entendimento de como tais processos surgem e interferem um sobre o outro.

 

 


Texto completo:

PDF

Referências


ALLEN, Peter. Viability and evolutionary complex system. Disponível

em: www.reds.msh-paris.fr/communic/viability/allen.htm). Acessado em: 08 jul. 2001.

ELIAS, Norbert. On human beings and their emotions: a process-sociological essay. In: _____ .The body: social process and cultural theory. London: Sage, 1991. p. 103-125.

ELIAS, Norbert. Teoria Simbólica. Portugal: Celta, 1994. Encyclopaedia of Cognitive Science. MIT library. Disponível em: Acessado em: 21 set. 2001.

OUDSBLOM, J e Mennell. The Norbert Elias Reader. UK: Blackwell, 1998.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v3i7.4927

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat