EDUCAÇÃO NO BRASIL: CONTOS E RECONTOS

Wilson Alves de Paiva

Resumo


Este artigo procura contribuir para a pesquisa e a discussão sobre a tarefa educativa implantada pela Ordem Jesuítica no Brasil a partir da colonização. Toma como eixo referencial o texto de João Monlevade: “Educação Pública no Brasil: Contos e Descontos”, onde o autor faz uma ampla análise do minguado financiamento da educação por parte da Coroa. O presente artigo tenta desenvolver uma análise mais histórica e interpretativa, tentando contribuir com a temática ao propor, no final, um constante contar e um recontar da história da educação no Brasil.

 

 


Texto completo:

PDF

Referências


BRANDÃO, C. R. O que é Educação.. São Paulo: Brasiliense, 1987. (Coleção Primeiros Passos, 19).

DAMASCENO, A. Origens da Educação Estatal na América Portuguesa. São Paulo, 1998. Tese – (Doutorado) - PUC,

DEMO, P. A Nova LDB: Ranços e Avanço. 11.. ed. Campinas: Papirus, 1997.

FEITOSA, A. Raízes da Educação no Brasil. Fortaleza. Revista Educação em Debate, n. 10, jul/dez: 1985.

GADOTTI, M. História das Idéias Pedagógicas.. São Paulo, Ática, 2002. (Série Educação).

HANSEN, J. A. Ratio Studiorum e Política Católica Ibérica no Século XVII. IN:

VIDAL, D.G.& HILSDORF, M.L.S. Brasil 500 anos, tópicas em história da educação. São Paulo: Edusp, 2001.

MONLEVADE, J. Educação Pública no Brasil: Contos e Descontos. São Paulo: Cortez: 1990.

MONROE, P. História da Educação. Tradução de Idel Becker. Atualidades Pedagógicas. São Paulo: Companhia Editora Nacional,1976. v. 34

PRADO JR. C. História Econômica do Brasil. 42. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994.

PAIVA, W. A Gestão Educacional do Município de Trairão no Período de 1998 a 2000, Belém do Pará, 2001. Monografia (Graduação) – UFPA, 2001.

PAIVA, J. M. Educação jesuítica no Brasil colonial. [s. l : s. n.], [199?].




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v3i7.4870

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat