MAFAGAFOS E MAFAGAFINHOS Identificar, propor e ousar um Ensino Religioso e uma Pastoral Escolar

Sérgio Rogério Azevedo Junqueira

Resumo


A história do ensino religioso antecede as discussões brasileiras e este componente currícular é o resultado de longas disputas na política educacional internacional. Desde a sua origem foi, na realidade, um instrumento para interferir na formação de idéias da população. Discutir o ensino religioso ainda é algo estranho, pois permanecem os que insistem em considerá-lo como um processo para educar na religião. Os debates no campo pedagógico permanecem na forma, no máximo na definição de conteúdos, mas os princípios são os mesmos do século XVIII. Da mesma forma, a pastoral escolar é um questionamento ainda muito recente, pois está intimamente relacionado com aspectos conceituais como: escola – educação – religião.

 

 


Texto completo:

PDF

Referências


ARANHA, M. História da Educação. São Paulo: Moderna, 1989.

BRAIDO, P. Lineamenti dis Storia della Catechesi e dei Catechismi (Dal “tempo delle riforme” all’età degli imperialismi (1450-1870). Leumann (To): Elle di CI., 1991.

CAMBI, F. Storia della pedagogia. Bari: Laterza, 1995.

COLL, C.; POZO, J.; SARABIA, B.; VALLS, E. Os conteúdos na reforma. Ensino aprendizagem de conceitos, procedimentos e atitudes. Porto Alegre: Artmed,1998.

COLL, C. Psicologia e currículo. São Paulo: Ática, 1996.

CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL. O ensino religioso (Estudos n. 49). São Paulo: Paulinas, 1987.

FÓRUM NACIONAL PERMANENTE DO ENSINO RELIGIOSO. Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Religioso. São Paulo: Ave Maria, 1998.

FÓRUM NACIONAL PERMANENTE DO ENSINO RELIGIOSO. Ensino Religioso, referencial curricular para a proposta pedagógica da escola. Curitiba: FONAPER, 2000.

FÓRUM NACIONAL PERMANENTE DO ENSINO RELIGIOSO. Parâmetro Curricular do Ensino Religioso. São Paulo. Ave Maria. 1998.

GOODSON, I. Currículo: teoria e história. Petrópolis: Vozes, 1995.

LARROYO, F. História geral da pedagogia - Vol. II. São Paulo: Mestre Jou. 1974.

MANCORDA, M. História da Educação. São Paulo: Cortez, 1989.

MARIA, J. Novos paradigmas pedagógicos para uma filosofia da educação. São Paulo: Paulus, 1996.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DESPORTOS. Parâmetros Curriculares Nacionais – Introdução. Brasília, MEC. 1997.

MONROE, P. História da educação. São Paulo: Nacional, 1987.

MORAES, M. O paradigma educacional emergente. Campinas: Papirus, 1997.

PAJER, F. Laicità, educazione morale, cultura religiosa in Francia. In: “Pedagogia e Vita” 2(1999).

PRELLEZO, J. Educazione e pedagogia nei solchi della storia(Vol. II). Torino: SEI, 1995.

ROQUE, P. Ensino Religioso uma grande mudança. Brasília: Câmara dos Deputados, 1998.

SACRISTÁN, J. O Currículo: uma reflexão sobre a prática. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

SANTOS, B. Pela mão de Alice. O social e o político na pós-modernidade. São Paulo: Cortez. 2000, 7.

SAVIANI, N. Saber escolar, currículo e didática. Problemas da unidade conteúdo/método no processo pedagógico. Campinas: Autores Associados, 1994.

VASCONCELLOS, C. Construção do conhecimento. São Paulo: Libertad, 1993.

VVAA. Os cristãos do tempo das perseguições defendidos pelos Apologistas. Mimeo.

WACHOWICZ, L. O método dialético na didática. Campinas: Papirus, 1991.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v3i6.4837

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat