DOS SABERES ÀS COMPETÊNCIAS: CONSTRUINDO UM NOVO PROCESSO DE FORMAÇÃO

Maria Amélia Sabbag ZAINKO

Resumo


O texto relata os resultados da construção de proposta pedagógica baseada em competências, que estamos desenvolvendo, como parte do projeto Gestão Estratégica de competências e a formação do cidadão trabalhador. Financiado pelo CNPq, tem como objeto de investigação a avaliação de práticas sociais escolares, situadas na Região Sul, procurando mensurar como vem se desenvolvendo a gestão de processos voltados à formação de competências de cidadãos. A análise centrada no Sistema Educacional Divina Providência tomou a avaliação das práticas escolares como uma necessidade de redirecionamento do processo de formação para aproximá-lo das comunidades locais redimensionando as relações entre escola e comunidade. Utilizando o Planejamento Estratégico e Pedagógico que contemplam a possibilidade do diagnóstico, da autoavaliação e, conseqüentemente, da reorganização das ações, e de participação na construção da qualidade do processo educacional é que estamos analisando, avaliando e construindo propostas pedagógicas que viabilizem a passagem dos saberes para as competências.


Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, A. & CUNHA, J. C. Planejamento estratégico do Sistema Divina Providência. Curitiba: Mimeo, 1999.

BARBOSA, A. & CUNHA, J. C. Proposta de Planejamento estratégico e pedagógico. Curitiba: Mimeo, 2000.

CNE. MEC. Parecer 115/99 de 10 de Agosto de 1999. http://www.mec.gov.br/cne

_________. Diretrizes para a Educação Básica- documento síntese set/ 2001.http://www.mec.gov.br/cne

CUNHA, J. C. & ZAINKO, M. A. Propostas de Diretrizes para o Sistema Educacional Divina Providência. Curitiba: Mimeo. 2001.

DELORS, J. Educação um tesouro a descobrir. São Paulo: Brasília: DF: MEC: UNESCO, 2000.

DIAS SOBRINHO, José. Avaliação institucional: marcos teóricos e políticos: Avaliação, Campinas, SP, ano1, n. 1, jul, 1996.

________. Avaliação: técnica e ética. Avaliação, Campinas, SP, ano 6, n.3 (21), set, 2001.

FAZENDA, Ivani C. A. (Org.). Práticas interdisciplinares na escola. São Paulo: Cortez, 1999.

FONSECA, Marília. O Banco Mundial e a gestão da educação brasileira.in Gestão Democrática da Educação. Petrópolis: Vozes, 1997.

FULLAN, Michael. http://www.novaescola.com.br, set/ 2001.

GENTILI,P & SILVA, T.T.(Org.). Neoliberalismo, qualidade total e educação: visões críticas. Petrópolis: Vozes, 1994.

_____. (Org.). Pedagogia da Exclusão: crítica ao neoliberalismo em Educação. Petrópolis: Vozes, 1995.

GHIRALDELLI JR, Paulo. Arrancar o véu. Graduação em debate nº 1 , UFPR, Curitiba, 1994.

MORIN, Edgar. A cabeça bem feita: repensar a reforma/reformar o pensamento. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000.

_______. Os sete saberes necessários à educação do futuro. São Paulo: Cortez, 2000.

PERRENOUD, Philippe. La formation dês enseignants entre théorie et pratique. Paris: L’Harmattan, 1994.

__________. Construir as competências desde a escola. Porto Alegre: Artes Médicas, 1999.

__________. Novas competências para Ensinar. Porto Alegre, Artes Médicas Sul, 2000.

TRIVIÑOS, Augusto. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em execução. São Paulo: Atlas, 1987.

VALENINI, Luiz. D. “Qual cidadania”? Congresso AEC. Fortaleza, jul. 1995.

VEIGA, Ilma. P. Projeto político-pedagógico: uma construção possível. Campinas: Papirus, 1996.

ZAINKO, M. A. et al. A avaliação institucional na UFPR: a trajetória de uma década 1987-1997. Curitiba, UFPR, 1998.

ZAINKO,M. A. Planejamento, Universidade e Modernidade. Curitiba: All Graf/AUGM Editora, 1998.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v3i5.4732

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat