CAMINHOS CRÍTICOS NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM EM FILOSOFIA

Márcio Antônio Cardoso Lima

Resumo


O autor do texto faz apresentação de pesquisa realizada nos anos 2002/2005, em resposta à inquirição: Quais são as principais filosofias críticas que permeiam o processo ensino-aprendizagem com o ensino de Filosofia? Explicitando-as, opta pela sistematização de dois caminhos críticos: o ensino de Filosofia, que tem como eixo epistemológico a teoria como guia da ação prática, e o ensino de Filosofia como criação de conceitos.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Dalton José. A filosofia no ensino médio: ambigüidades e contradições na LDB. Campinas: Autores Associados, 2002.

BERNARDO, João. Economia dos conflitos sociais. São Paulo: Cortez, 1991.

______. Democracia totalitária: teoria e prática da empresa soberana. São Paulo: Cortez, 2004.

CARTOLANO, Maria Teresa Penteado. Filosofia no 2o grau. São Paulo: Cortez, 1985.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. O que é filosofia? Tradução de Bento Prado Jr. e Alberto Alonso Muñoz. Rio de Janeiro: Editora 34, 1992.

GALLO, Sílvio. O que é filosofia da educação? Anotações a partir de Deleuze e Guattari. ANPEd. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPEd; 22., 1999, Caxambu. Anais... Caxambu: GT Filosofia da Educação, 1999.

______. KOHAN, Walter Omar. Crítica de alguns lugares-comuns ao se pensar ea nfisloinsoof ima éndoi oensino médio. In: GALLO, Sílvio; KOHAN (Org.). Filosofia no . Petrópolis: Vozes, 2000.

______. A especificidade do ensino de Filosofia: em torno dos conceitos. In:PIOVESAN, Américo et al. Filosofia e ensino em debate. Ijuí: Unijuí, 2002.

GRAMSCI, Antônio. Concepção dialética da história. Tradução de Carlos Nelson Coutinho. 8. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1989.

GUIDO, Humberto A. O. A filosofia no ensino médio: uma disciplina necessária. In: GALLO, Sílvio; KOHAN, Walter Omar (Org.). Filosofia no ensino médio. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 81-93.

SANTOS, Oder José dos. A pedagogia dos conflitos sociais. Campinas: Papirus, 1992.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia: teorias da educação, curvatura da vara e onze teses sobre educação e política. São Paulo: Cortez, 1983.

______. Educação: do senso comum à consciência filosófica. 4. ed. São Paulo: Cortez, 1984.

SILVEIRA, Renê José Trentin. Ensino de filosofia no segundo grau: em busca de umsentido. 1991. 612 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1991.

______. Um sentido para o ensino de filosofia no nível médio. In: GALLO, Sílvio; KOHAN, Walter Omar (Org.). Filosofia no ensino médio. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 129-148.

______. Matthew Lipman e a filosofia para crianças: três polêmicas. Campinas: Autores Associados, 2003.

SOUZA, Sônia Maria Ribeiro de. Por que filosofia? uma abordagem históricodidática do ensino de Filosofia no 2o grau. 1992. 225 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 1992.

TREVISAN, Amarildo Luiz. Terapia de atlas: pedagogia e formação docente na pós-modernidade. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v7i22.4213

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat