LINGUAGEM E DIFERENÇA: ESPAÇOS E ENCONTROS NA FORMAÇÃO DOCENTE EM ENSINO RELIGIOSO

Lílian Blanck de Oliveira, Simone Riske-Koch

Resumo


As percepções e construções em relação ao sagrado integram o substrato cultural dos povos, cujos relatos e registros elaborados sistematicamente pela humanidade se constituem em uma rica fonte de conhecimentos a instigar, desafiar, conflitar e subsidiar as gerações. A linguagem busca expressar, anunciar e pronunciar diferentes olhares, leituras, sentimentos e vivências que pessoas, culturas e povos vão organizando em relação ao que os circundam. O cotidiano escolar é um dos espaços onde continuamente transitam sujeitos e conhecimentos cujas vivências e redes de significados se percebem entretecidas com questões, que circunscrevem e indicam a presença do religioso de forma plural. O Ensino Religioso, em conformidade com a LDBEN n. 9394/96, nova redação do artigo 33 (Lei 9475/97) e Resolução 02/98 do Conselho Nacional de Educação o EnsinoReligioso, é disciplina de matrícula facultativa, compreendida como parte integrante da formação do cidadão e constitui-se em uma das dez áreas do conhecimento do Ensino Fundamental. O respeito à diversidade cultural religiosa do Brasil e a isenção de quaisquer formas de proselitismo são critérios estabelecidos no texto de lei. O presente texto busca fazer algumas aproximações conceituais sobre linguagem e diferença no intento de sinalizar possíveis referências, para estudos e discussões da temática em relação à formação de educadores para a área de conhecimento de Ensino Religioso.

Texto completo:

PDF

Referências


ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de filosofia. Tradução coordenada por Alfredo Bosi; revisão da tradução e tradução dos novos textos Ivone Castilho Benedetti. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

BRANDÃO, Helena, H. Nagamine. Introdução à análise do discurso. 2. ed. rev. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 2004.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional n. 9394/96. Brasília. Disponível em: . Acesso em: 15 fev. 2008.

______. Ministério da Educação. Lei n. 9.475/97. Brasília. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/LEIS/L9475.htm. Acesso em: 15 fev. 2008.

BURBULES Nicholas C.; RICE. Diálogo entre as diferenças: continuando a conversação. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Teoria educacional crítica em tempos pós-modernos. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993. p. 173-203.

BURBULES, Nicholas C. Uma gramática da diferença: algumas formas de repensar a diferença e a diversidade como tópicos educacionais. In:

GARCIA, Regina Leite; MOREIRA, Antonio Flavio Barbosa (Org). Currículo na contemporaneidade: incertezas e desafios. Tradução de Silvana Cobucci Leite, Beth Honorato, Dinah de Abreu Azevedo. São Paulo: Cortez, 2003. p. 159 -188.

CATANI, Denice Bárbara; SOUSA, Cynthia Pereira de; SOUZA, M. Cecília C. História, memória e autobiografia na pesquisa educacional e na formação. In: CATANI, Denice Bárbara (Org.). Docência, memória e gênero: estudos sobre formação. São Paulo: Escritura, 2000. p. 13-46.

CHARAUDEAU Patrick; MAINGUENEAU Dominique. Dicionário de análise do discurso. Coordenação da tradução Fabiana Komesu. São Paulo: Contexto, 2004.

CHEDIAK, Karla de Almeida. Introdução à filosofia de Deleuze: um estudo crítico sobre o conceito de diferença na filosofia da representação finita e infinita. Londrina: UEL, 1999.

CORACINI, Maria José R. Faria (Org.). Identidade e discurso: (des)construindo subjetividades. Campinas, SP: Editora da UNICAMP; Chapecó: Argos Editora Universitária, 2003.

FIGUEIREDO, Anísia de Paulo. Ensino religioso no Brasil hoje. Jornal Contexto Pastoral, Rio de Janeiro, 1996, p. 05.

FREIRE, Paulo. Política e educação. São Paulo: Cortez, 1993. 119 p. (Coleção questões da nossa época; v. 23).

_______. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 15. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2000. 165 p.

_______. Pedagogia do oprimido. 30 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2001.

FONAPER, Fórum Nacional Permanente do Ensino Religioso. Parâmetros curriculares nacionais do ensino religioso. 2. ed. São Paulo: Ave Maria, 1997.

GEFFRÉ, Claude. A fé na era do pluralismo religioso. In: TEIXEIRA, Faustino Couto (Org.). Diálogo de pássaros: nos caminhos do diálogo inter-religioso. São Paulo: Paulinas, 1993.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 8. ed. Tradução de Tomaz Tadeu da Silva, Guacira Lopes Louro. Rio de Janeiro, DP&A, 2003a.

______. Quem precisa de identidade? In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2003b. p. 103-133.

JUNQUEIRA, Sérgio Rogério Azevedo. O processo de escolarização do ensino religioso no Brasil. Petrópolis: Vozes, 2002.

LÉVINAS, Emmanuel. Entre nós: ensaios sobre a alteridade. Coordenador da tradução Pergentino Stefano Pivatto. Petrópolis: Vozes, 1997.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis: Vozes, 1997.

LURIA, Alexandre Romanovich. Pensamento e linguagem: as últimas conferências de Luria. Tradução Diana Myriam Lichtenstein e Mário Corso. Supervisão de tradução de Sérgio Spritzer. Porto Alegre: Artes Médicas, 1986.

MOREIRA, A. F. B. Currículo, diferença cultural e diálogo. In: Revista educação & sociedade, Campinas, v. 23, n. 79, p. 5-20, ago. 2002.

OLIVEIRA, Lilian Blanck. Formação de docentes para o ensino religioso: perspectivas e impulsos a partir da ética social de Martinho Lutero. 2003. 239 f. Tese (Doutorado em Teologia área de concentração: Educação e Religião) - Escola Superior de Teologia, Instituto Ecumênico de Pós-Graduação em teologia, São Leopoldo, 2003.

______. et al. Ensino religioso: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2007. (Coleção docência em formação. Série ensino fundamental).

______; SCHLÖGEL, Emerli. Abrindo janelas: um desafio à formação de educadores além territórios e territorialidades. Revista Religião e Cultura, São Paulo, v. 6, n. 11, p. 99-105, jan./jun. 2007.

ORLANDI, Eni Puccinelli. As formas do silêncio: no movimento dos sentidos. Campinas: UNICAMP, 1992.

______. (Org.). A leitura e os leitores. Campinas: Pontes, 1998.

______. Discurso e texto: formulação e circulação dos sentidos. Campinas: Pontes, 2001.

______. A linguagem e seu funcionamento: as formas do discurso. 4. ed. Campinas: Pontes, 2003a.

______. Análise do discurso: princípios & procedimentos. 5. ed. Campinas: Pontes, 2003b.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2003.

SOBEL, Henry I. Construindo a paz na sociedade contemporânea, São Paulo: [s.n.], 1996. Apostila.

SOUZA, Octavio. Fantasias de Brasil. São Paulo: Escuta, 1994.

TEIXEIRA, Faustino Couto (Org.). Diálogo de pássaros: nos caminhos do diálogo inter-religioso. São Paulo: Paulinas, 1993.

VILLA, Mariano Moreno. Dicionário de pensamento contemporâneo. Tradução coordenada por Honório Dalbosco. São Paulo: Paulus, 2000.

VIGOTSKI, L. S. Pensamento e linguagem. Tradução de Jefferson L. Camargo. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

WOODWARD, Katryn. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: SILVA Tomaz Tadeu da (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2003. p. 7-72.

ZIMERMANN, Roque. Ensino religioso: uma grande mudança. Brasília: Câmara dos deputados, 1997.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v8i23.4033

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat