PERSPECTIVAS SOBRE O CONHECIMENTO DO PROFESSOR

Henrique Manuel Guimarães

Resumo


Este artigo é um ensaio teórico sobre o conhecimento doprofessor onde são confrontadas as perspectivas de três autores- Donald Schön, Freema Elbaz e D. Jean Clandinin - destacando,em cada um deles, as principais dimensões e componentes usadasna caracterização desse conhecimento. Tomamos como pontode partida a crítica de Schön ao modelo da ‘racionalidade técnica’e procuramos depois mostrar que esses autores desenvolvem aidéia de um saber específico do professor como um tipo deconhecimento que tem na prática, a um tempo, a sua fonteprincipal e lugar de manifestação. Pretendemos, igualmente,mostrar que com a idéia de ‘conhecimento prático’ defendida -com uma natureza experiencial, situacional e pessoal - se procuraevitar a sua identificação com um conhecimento meramentetécnico e ultrapassar algumas dicotomias habituais no estudo ecaracterização de formas de conhecimento, nomeadamente,teoria-prática, razão-emoção, objetivo-subjetivo, individualsocial,conteúdo-estrutura.

Texto completo:

PDF

Referências


ALARCÃO, I. Reflexão crítica sobre o pensamento de D. Schön e os programas de formação de professores. Cadernos CIDINE, n. 1, p. 5-22, 1991.

CLANDININ, D. J. Personal practical knowledge: a study of teacher’s classroom images. Curriculum Inquiry, v. 14, n. 4, p. 361-385, 1985.

______. Classroom pratice, teacher images in action. Londres: The Falmer Press, 1986.

CLANDININ, D. J.; CONNELLY, F. M. Teachers’ personal knowledge: what counts as ‘personal’ in studies of the personal. Curriculum Inquiry, v. 19, n. 6, p. 487-500, 1987.

CONNELLY, F. M.; CLANDININ, D. J. On narrative method, personal philosophy, and narrative unities in the story of teaching. Journal of Research in Science Teaching, v. 23, n. 4, p. 293-310, 1986.

ELBAZ, F. Teacher thinking, a study of practical knowledge. Londres: Croom Helm, 1983.

FENSTERMACHER, G. The knower and the known: the nature of knowledge in research on teaching. Review of Research in Education, v. 20, p. 3-56, 1994.

JOHNSON, M. Review of ‘teacher thinking: a study of practical knowledge’by Freema Elbaz. Curriculum Inquiry, v. 14, n. 4, p. 465- 468, 1984.

MUNBY, H. T. R. Frames of reflection: an introdution. In: RUSSEL, T.; MUNBY, H. (Ed.). Teacher and teaching: from classroom to reflection. Londres: The Falmer Press, 1992. p. 1-8.

PEREZ, A. O pensamento prático do professor: a formação do professor como profissional reflexivo. In: NÓVOA, A. (Ed.). Os professores e a sua formação. Lisboa: D. Quixote, 1992. p. 94-114.

SCHÖN, D. The reflective practitioner: how professionals think in action. Londres: Avebury, 1991.

______. Formar professores como profissionais reflexivos. In:

NÓVOA, A. (Ed.). Os professores e a sua formação. Lisboa: D. Quixote, 1992a. p. 79-91.

______. The theory of inquiry: dewey’s legacy to education. Curriculum Inquiry, v. 22, n. 2, p. 119-139, 1992b.

SCHULMAN, L. Those who understand. Educational Researcher, v.15, n. 7, p. 4-14, 1986.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v8i25.3811

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat