A APROPRIAÇÃO DA MATEMÁTICA MODERNA NA ESCOLA TÉCNICA FEDERAL DO PARANÁ NAS DÉCADAS DE 60 E 70

Neuza Bertoni Pinto, Bárbara Winiarski Diesel Novaes

Resumo


O estudo aborda a apropriação da Matemática Moderna na EscolaTécnica Federal do Paraná, nas décadas de 60 e 70, período auge dedisseminação do Movimento da Matemática Moderna, cuja finalidadeera adequar a matemática escolar aos desafios impostos pelodesenvolvimento científico e tecnológico. A partir de uma perspectivahistórica, fundamentada em Certeau (1982), Chartier (1990) e Julia( 2001),o estudo constituiu suas fontes a partir de documentos escolares,localizados nos arquivos da ETFPR, além de documentos normativos,como os Boletins Informativos da CBAI (Comissão Brasileiro-Americanade Educação Industrial) que forneciam direcionamentos ao ensinotécnico no país. O estudo conclui que apesar de manter convênio como Colégio Estadual do Paraná e participar do NEDEM ( Núcleo deEstudo e Difusão do Ensino de Matemática ), grupo que liderou epropagou o movimento no Paraná, a ETFPR não priorizou, em seusprogramas, o ensino da Matemática Moderna. Foram poucos os vestígiosde apropriação das idéias modernizadoras do MMM encontrados nos documentos analisados e confirmados nos depoimentos de exprofessorese de ex-alunos da referida escola. No auge do MMM, acultura escolar da ETFPR foi marcada, de forma significativa, pelasiniciativas docentes voltadas à elaboração de material didático apropriadoàs reais finalidades dos cursos técnicos que naquele momentoempenhavam-se em aproximar a matemática escolar à cultura técnica,transformando-a em ferramenta útil para a urgente formação de mãode-obra necessária ao desenvolvimento industrial e tecnológico do país.

Texto completo:

PDF

Referências


BOLETIM DO CBAI. Comissão Brasileiro-Americana de Educação Industrial. Programa de cooperação educacional mantido pelos governos do Brasil e dos Estados Unidos. Centro de Pesquisas e Treinamento de Professores, Curitiba, v. 12, n. 1, p. 16,1958a.

BOLETIM DO CBAI. Comissão Brasileiro-Americana de Educação Industrial. Programa de cooperação educacional mantido pelos governos do Brasil e dos Estados Unidos. Centro de Pesquisas e Treinamento de Professores, Curitiba, v. 13, n. 3, p. 16 1959b.

BOLETIM DO CBAI. Comissão Brasileiro-Americana de Educação Industrial. Programa de cooperação educacional mantido pelos governos do Brasil e dos Estados Unidos. Centro de Pesquisas e Treinamento de Professores, Curitiba, v. 14, n. 3, p. 16, 1960c.

BOLETIM DO CBAI. Comissão Brasileiro-Americana de Educação Industrial. Programa de cooperação educacional mantido pelos governos do Brasil e dos Estados Unidos. Centro de Pesquisas e Treinamento de Professores, Curitiba, v. 15, n. 5, p. 16, 1960e.

BÚRIGO, E. Z. Matemática moderna: progresso e democracia na visão de educadores brasileiros nos anos 60. Revista Teoria & Educação, Porto Alegre, n. 2, p. 255-265, 1990.

CERTEAU, M. de. A escrita da história. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1982.

CHARTIER, R. A história cultural: entre práticas e representações. Lisboa: Difel, 1990.

CLEMENTE, A. Matemática. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico S.A, 1968. v. 2. (Ensino Técnico industrial).

CLEMENTE, A. Sôbre o ensino da matemática nas escolas de ensino industrial. Comissão Brasileiro-Americana de Educação Industrial. Programa de cooperação educacional mantido pelos governos do Brasil e dos Estados Unidos. Centro de Pesquisas e Treinamento de Professores. BOLETIM DO CBAI, Rio de Janeiro, v. 2, n. 4, p. 86, 1948.

CUNHA, L. A. Política educacional no Brasil: a profissionalização no ensino médio. 2. ed. Rio de Janeiro: Eldorado, 1977.

DOC. 4. O sistema pedagógico da Escola Técnica Federal do Paraná produzido pelo departamento educacional através da coordenação didática da ETFPR. – Núcleo de documentação Histórica (NUDHI/UTFPR).

DOC. 6. Diários de classe do curso ginasial de 1967 e 1972. Arquivo Geral da UTFPR. 1967 -1972.

DOC. 11. Conteúdo a ser verificado em 1969. Núcleo de documentação Histórica (NUDHI/UTFPR), 1969. 17 p.

DOC. 12. Programa piloto para o curso colegial elaborado pelo GEEM em 1968. São Paulo: GEEM, 1968. 5 p.

DOC. 15. Apostila de geometria espacial confeccionada pelos professores da ETFPR. Biblioteca da UTFPR, [19– –].

ESCOLA TÉCNICA FEDERAL DO PARANÁ, Livro de Atas – Conselho de Professores. liv. 2, p. 100. 1964 -1969. (Arquivo Geral da UTFPR). FERREIRA, A. C. C. Propostas pedagógicas de geometria no movimento paranaense de matemática moderna. 2006. 142 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2006.

IEZZI, G. et al. Matemática: 1a série, 2o grau. 8. ed. São Paulo: Atual, 1980.

JULIÁ, D. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação, Campinas, SP, n. 1, p. 9-43, 2001.

KLINE, M. O fracasso da matemática moderna. São Paulo: IBRASA, 1976.

KUENZER, A. Z. Pedagogia da fábrica: as relações de produção e a educação do trabalhador. 3. ed. São Paulo: Cortez, 1989.

LOPES, J. A. O livro didático, o autor e as tendências em Educação matemática. In: LOPES, C. A. E.; NACARATO, A. M. (Org.). Escritas e leituras na educação matemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

MANFREDI, S. M. Educação profissional no Brasil. São Paulo: Cortez, 2002.

MARTIGNONI, Â. A matemática na prática e no ensino. Comissão brasileiro-americana de educação industrial. Programa de cooperação educacional mantido pelos governos do Brasil e dos Estados Unidos. Centro de Pesquisas e Treinamento de Professores. BOLETIM DO CBAI, Rio de Janeiro, v. 5, n. 7, p. 694-695, 1951.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA. In: CONGRESSO BRASILEIRO DO ENSINO DA MATEMÁTICA, 3., 1959. Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: CADES, 1959.

QUINTELLA, A. Matemática para o primeiro ano colegial. São Paulo: Nacional, 1966.

ROMANELLI, O. de O. História da educação no Brasil (1930-1973). 3. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1978.

SANTOS, J. A. A trajetória da educação profissional. In: LOPES, E. M. S. T.; FARIA FILHO, L. M.; VEIGA, C. G. (Org.). 500 anos de educação no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2000. p. 205-224.

VALENTE, W. R. A matemática moderna nas escolas do Brasil: um tema para estudos históricos comparativos. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 6, n. 18, p. 19-34, maio/ago. 2006.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v8i25.3778

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat