A GESTÃO DE COMPETÊNCIAS: INOVAÇÃO OU MODISMO NA FORMULAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS?

Maria Amelia Sabbag Zainko, Maria Lourdes GISI

Resumo


O presente artigo relata resultados da pesquisa-ação, que vimos desenvolvendo em relação às políticas de formação de professores em nossa universidade. Como parte do projeto Gestão Estratégica de Competências e a Formação do Cidadão-Trabalhador no Século XXI, nosso estudo busca avaliar, na prática social escolar da universidade, a forma como vem se desenvolvendo a gestão de processos voltados à formação de competências de professores que formam professores. Sua execução vem responder internamente a uma necessidade dos professores da área da Educação de desenvolver projetos integrados de pesquisa, dos quais participassem professores da graduação e da pós-graduação, e ao mesmo tempo examinar, sob uma nova ótica, a questão da gestão de competências, como subsídio à formulação de políticas de formação.

Texto completo:

PDF

Referências


CURY, Carlos Roberto Jamil. Educação e contradição. São Paulo: Cortez, 1986.

BERNSTEIN, Basil. A estruturação do discurso pedagógico: classe, códigos e controle. Petrópolis: Vozes, 1996.

HABERMAS, J. Técnica e ciência como ideologia, Edições 70, 1968.

SINGER, Paul. Globalização, estado e universidade. In: Seminário Globalização e Estado: Universidade em Mudança - Anais - Curitiba, 1996.

STROOBANTS, Marcelle. Trabalho e competência: recapitulação crítica das pesquisas sobre saberes. In DESAULNIERS, Julieta Beatriz Ramos Desaulniers (org.). Formação & Trabalho & Competência: questões atuais. PA:EDIPUCRS, 1998.

TANGUY, Lucie & ROPÉ, Françoise. Savoirs et compétences - de l´usage de ses notions dans l´école et l´entreprise. Paris:Harmattan, 1994. Essa obra foi traduzida e pela Editora Papirus, Campinas/SP, 1997.

TANGUY, Lucie. La formation, une activité sociale en voie de définition ? In: COSTER, Michel de & PICHAULT, François (org.). Traité de Sociologie du Travail. Bruxelas:Éditions De Boeck, 1994. Esse texto foi traduzido e pela revista Veritas, PA:EDIPUCRS, v. 45, n.166, jun./1997.

TEIXEIRA, Joaquina Barata. O Planejamento estratégico nas universidades brasileiras. In: Educação Brasileira, 17 (35), 1995.

TREPÓ, Georges & FERRARY, Michel. La gestion des compétences - un outil strategique. In Revue de Sciences Humaines, Paris:DEMOS, n.78, 1998.

UNESCO. La UNESCO frente al cambio de la educacion superior en America Latina y el Caribe. Caracas: CRESALC, 1996.

ZAINKO, M.Amelia.S. Planejamento, Universidade e Modernidade. Curitiba, All Graf/ AUGM, 1998. 142 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v2i3.3493

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat