A INSERÇÃO DO MOVIMENTO DA MATEMÁTICA MODERNA NA UFRN

Arlete Jesus Brito, Sabrina Susan Lucena Cruz, Josefa Poliana Clementino Ferreira

Resumo


Este artigo apresenta alguns resultados da pesquisa que estamos desenvolvendo em Natal acerca do Movimento da Matemática Moderna nesta cidade. Analisamos a inserção do Movimento da Matemática Moderna na Universidade do Rio Grande do Norte, na década de 1960. Para tal, iniciamos com uma contextualização do Movimento da Matemática Moderna de modo a ressaltar suas relações com os eventos sociais da época e, a seguir, analisamos a importância do convênio firmado entre SUDENE e UFRN para a inserção do MMM nesta universidade.

Texto completo:

PDF

Referências


CECINE. Curso de Verão de Matemática (janeiro-fevereiro, 1966).

Pernambuco, 1966.

CHAVES FILHO, Q. Relatório apresentado pelo professor Quinho Chaves

Filho, por ocasião da transmissão de cargo de Diretor da Faculdade de

Educação da UFRN. Natal, 1972.

IMURN. Notícias do Instituto de Matemática. Natal: Universidade do Rio

Grande do Norte,1966.

KLINE, M. O fracasso da matemática moderna. São Paulo,SP: IBRASA, 1976.

ROSA, M. I. Trabalho, subjetividade e poder. São Paulo: EDUSP, 1994.

SOARES, F. Movimento da matemática moderna no Brasil: avanço ou

retrocesso. Dissertação (Mestrado) - PUC RJ, Rio de Janeiro, 2001.

UNIVERSIDADE Do Rio Grande do Norte. Notícias da Escola de Engenharia, Natal. Agosto,1966.

VALENTE, W. Livros didáticos de matemática e as reformas Campos e

Capanema. In: ENEM, 8., Recife, 2004. Anais... Recife: SBEM, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v6i18.3310

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat