Concepção de leitura e de leitor de monitores do programa de apoio ao discente iniciante na universidade

Dalve Oliveira Batista-Santos

Resumo


Este artigo tem o objetivo de investigar a concepção de leitura e de leitor trazida pelos monitores do Programa de Apoio ao Discente Iniciante (Padi). Este programa foi criado pela Pró-reitora de Graduação (Prograd) da Universidade Federal do Tocantins com o objetivo de auxiliar os estudantes ingressantes, que estejam matriculados nos primeiro e/ou segundo período(s), e aqueles reprovados nas disciplinas básicas curriculares. A presente pesquisa está alinhada com a Linguística Aplicada contemporânea, na concepção proposta por Moita Lopes (2009), para quem a LA deve ser compreendida de maneira indisciplinar. A fundamentação teórica relaciona-se à epistemologia da leitura, da linguagem e da comunicação numa perspectiva dialógica. Assim, para contemplar o objetivo proposto, utilizou-se o instrumento metodológico entrevista. Os sujeitos da pesquisa foram quatro monitoras do Padi, estudantes do curso de Letras da Universidade Federal do Tocantins. Os dados revelaram que o processo de leitura não é transmitir os saberes sistematizados e sociais, mas oportunizar um agir linguageiro significativo que necessita de conscientização e de apropriação.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7213/1981-416X.19.063.AO08

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Editora Universitária Champagnat