A formação des(continuada) dos professores temporários: provisoriedade e qualidade de ensino

Luiz Carlos Novaes

Resumo


Este artigo discute a formação continuada de professores temporários em exercício na rede estadual paulista, considerada uma das maiores redes públicas de ensino do mundo. O trabalho realizado por tais docentes, principalmente os denominados eventuais, tem sido ignorado pelas administrações municipais e estaduais, que não valorizam a existência desses profissionais diante das elevadas taxas de absenteísmo docente, bem como sua importância para a garantia do cumprimento dos diase horas letivas legalmente exigidos. Negligenciados pelas políticas educacionais no que tange aos investimentos na formação continuada e na valorização no âmbito da própria carreira, os professores temporários apresentam vínculos contratuais extremamente frágeis, o que interfere profundamente na constituição desse sujeito como professor, bem como na maneira de conceber a escola, a profissão e o ensino, fazendo-o relacionar sua condição transitória de professor temporário à natureza do trabalho que desenvolve, conferindo um caráter provisório e precário àspróprias ações, o que fica expresso no emprego cada vez mais comum entre professores denominados eventuais, do termo “eventuar”, ao invés de “lecionar”, empobrecendo e simplificando o próprio trabalho, ao mesmo tempo em que colabora para a manutenção de um insuportável graude improvisação e precariedade do trabalho pedagógico, repercutindo, profundamente, no seu processo de formação continuada.

Texto completo:

PDF

Referências


DIAS-DA-SILVA, M. H. G. F. As condições de trabalho dos professores e o trabalho coletivo: mais uma armadilha das reformas educacionais neoliberais? In: SEMINÁRIO DA REDESTRADO – REGULAÇÃO EDUCACIONAL E TRABALHO DOCENTE, 6., 2006, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: UERJ, 2006. p. 6.

ESTEVE, J. M. O mal-estar docente: a sala de aula e a saúde dos professores. Bauru: EDUSC, 1999.

NOVAES, L. C. A escola perdida: a boa escola e o bom aluno no discurso

de pais e professores. 2005. 243 f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.

PAIVA, M. M. Professor não habilitado: agora um sujeito ocultado no magistério público paulista. 2002. 235 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2002.

PATINHA, V. A. Professor não habilitado: um sinal da crise na educação. 1999.

f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1999.

SÃO PAULO. Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Lei n. 500/74, de 13 de novembro de 1974. Institui o regime jurídico dos servidores admitidos em caráter temporário e dá providências correlatas. Diário Oficial do Estado São Paulo, São Paulo. Disponível em: . Acesso em: 02

fev. 2009.

______. Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Lei Complementar n. 444, de 27 de dezembro de 1985. Dispõe sobre o Estatuto do Magistério

Paulista e dá providências correlatas. Diário Oficial do Estado São Paulo, São Paulo. Disponível em:

complementar/1986/lei%20complementar%20n.499,%20de%2029.12.1986. htm>. Acesso em: 15 jan. 2009.

______. Lei Complementar n. 836, de 31 de dezembro de 1997. Institui Plano de Carreira, vencimentos e salários para os integrantes do Quadro do Magistério da Secretaria da Educação e dá providências correlatas. Diário Oficial do Estado São Paulo, São Paulo, v. 107, n. 251. Disponível em:

br/paglei/notas/leicomp836_97.htm>. Acesso em: 28 jan. 2009.

______. Resolução SE n. 90, de 9 de dezembro de 2005. Dispõe sobre o

processo anual de atribuição de classes e aulas aos docentes do Quadro do Magistério de São Paulo. Diário Oficial do Estado São Paulo, São Paulo.

Disponível em:

HTM?Time=2/15/2010%207:33:38%20PM>. Acesso em: 10 fev. 2009.

SINDICATO DOS PROFESSORES DO ENSINO OFICIAL DO ESTADO

DE SÃO PAULO – APEOESP. A saúde dos professores. São Paulo: APEOESP, 2003. Disponível em:. Acesso em: 25 jan. 2009.

TAKAHASHI, F. 30 mil professores faltam por dia na rede pública de SP. Folha de S. Paulo, Caderno Cotidiano, C1, 11 nov. 2007. Disponível em: . Acesso em: 18 abr. 2009.

TARDIF, M.; LESSARD, C.; LAHAYE, L. Os professores face ao saber: esboço de uma problemática do saber docente. Teoria & Educação, n. 4, p. 215-233, 1991.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rde.v10i30.2392

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat