QUANTIFICAÇÃO DE SERAPILHEIRA E DE NUTRIENTES – FLORESTA OMBRÓFILA MISTA MONTANA – PARANÁ

Marcos Vinicius Winckler Caldeira, Renato Marques, Ronaldo Viana Soares, Rafaelo Balbinot

Resumo


O objetivo desse estudo foi quantificar a produção de serapilheira acumulada e o conteúdo de nutrientes e de carbono orgânico na Floresta Ombrófila Mista Montana, General Carneiro, PR. A coleta de serapilheira acumulada foi realizada durante o primeiro semestre de 2001 (janeiro a julho), utilizando 18 unidades amostrais primárias (UAPs) (12 x 12 m). Em cada UAP, com o auxílio de um gabarito de metal de 0,25 m x 0,25 m, foi coletado o material de estudo de forma aleatória, com oito (08) repetições por UAP. A Floresta Ombrófila Mista Montana acumulou em média 7,99 Mg.ha-1 de serapilheira. Observou-se que a serapilheira foi uma importante via de transferência de carbono orgânico, de macronutrientes (N, K e Ca) e micronutrientes (Fe, Mn e Zn) para o solo.

Palavras-chave


Carbono orgânico; Transferência de nutrientes e serapilheira acumulada; Relação C/N

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7213/cienciaanimal.v5i2.9720

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Acadêmica: Ciência Animal