Diagnóstico coproparasitológico de Lagochilascaris sp. em gato doméstico (Felis catus)

Alexsander Ferraz, Eugênia Tavares Barwaldt, Tanize Angonesi de Castro, Camila Moura de Lima, Carolina da Fonseca Sapin, Diego Moscarelli Pinto, Márcia de Oliveira Nobre, Leandro Quintana Nizoli

Resumo


Lagochilascaris minor é um nematódeo que pode acometer diversas espécies de mamíferos, sendo responsável pela zoonose parasitária denominada lagochilascaríase. Este parasito apresenta ciclo heteróxeno, necessitando de um hospedeiro intermediário, geralmente roedores, e um definitivo, como felinos e humanos. A infecção ocorre através da ingestão de carne crua ou mal cozida do hospedeiro intermediário, contendo larvas encistadas. Clinicamente, caracteriza-se por abscessos cutâneos e subcutâneos, localizados principalmente na região cervical e orofaríngea, podendo acometer, em casos mais graves, pulmão e sistema nervoso. O diagnóstico pode ser realizado através da identificação do parasito nas lesões fistuladas e através da visualização de ovos no exame coproparasitológico. O objetivo deste trabalho foi relatar o caso de um felino doméstico, assintomático, diagnosticado com Lagochilascaris sp. a partir da observação de ovos deste parasito através de técnica coproparasitológica.


Palavras-chave


Diagnóstico coproparasitológico. Felino doméstico. Lagoquilascaríase.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7213/acad.2021.19203



Direitos autorais 2021 Revista Acadêmica Ciência Animal