Desempenho de frangos de corte criados na região oeste do Paraná em relação à linhagem e sistemas de produção

Lucas de Almeida Reati, Gabriela Rocha Santos, Izabela Camilotti Dorneles, Eduardo Herrera Dias, Taniara Suelen Mezalira, Maurício Fanin, Alysson Polzonoff Silveira, Andréia Assunção Soares, Luciana Kazue Otutumi

Resumo


O objetivo desse trabalho foi comparar o desempenho zootécnico e o custo de produção de diferentes linhagens de frangos de corte (Cobb Slow, Cobb Fast e Hubbard), sistemas de ventilação (positiva e negativa) e tipos de aviário (lona amarela/convencional, blue house e dark house). Foi realizado um levantamento de dados de desempenho e custo de duas granjas avícolas localizadas na região oeste do estado do Paraná, no período de 25 de setembro de 2012 a 25 de setembro de 2017. Verificou-se que as linhagens Hubbard e Cobb Slow apresentaram melhores resultados nas variáveis índice de eficiência produtiva (IEP) (356,3 vs. 334,6) e peso médio final (3,014 kg vs. 2,902 kg). A linhagem Hubbard também mostrou significativamente maior ganho médio diário de peso (GMDP) em relação às duas outras linhagens, com uma média de 64,4 g. Em relação ao sistema de ventilação, verificou-se que a ventilação negativa é mais eficiente do que a positiva quando avaliado o GMDP, e que os sistemas dark e blue house mostraram um desempenho superior ao sistema convencional (lona amarela). Conclui-se que animais da linhagem Hubbard e Cobb Slow apresentam melhores resultados de desempenho zootécnico (IEP, peso médio) do que animais da linhagem Cobb Fast. Em relação ao sistema de ventilação (positiva e negativa) e tipos de aviário (dark house, blue house e convencional), melhores resultados de desempenho zootécnico são observados para sistemas que propiciam melhor ambiência, ou seja, ventilação negativa e com controle de luminosidade (dark e blue house). Por outro lado, em termos de custos, não houve diferenças nos parâmetros avaliados.


Palavras-chave


Avicultura. Dark house. Linhagem Cobb. Linhagem Hubbard.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7213/2596-2868.2020.18014



Direitos autorais 2020 Revista Acadêmica Ciência Animal