As definições de assentamentos precários e favelas e suas implicações nos dados populacionais: abordagem da análise de conteúdo

Alfredo Pereira de Queiroz Filho

Resumo


O objetivo deste artigo é discutir as diferentes definições de assentamentos precários e favelas e suas implicações nos dados populacionais. A amostra de definições foi extraída de pesquisas relacionadas ao United Nations Human Settlements Programme (UN-Habitat) e ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A manipulação dos dados foi realizada conforme a abordagem da análise de conteúdo (AC). A quantificação, realizada com o software Iramuteq, se baseou na frequência de palavras e na análise fatorial de correspondências (AFC). As análises qualitativas e quantitativas dessas definições ressaltaram duas principais diferenças: na caracterização do objeto (área, edificação e ambas); e nos tipos de qualificação (aspectos legais, padrão construtivo, deficiência de infraestrutura, propriedade da terra, densidade populacional, referências geográficas e tipificação dos moradores). Como o número de qualificações é elevado e seu conteúdo diverso, os dados populacionais agregam informações muito diferentes, tornando sua comparação menos precisa. Em decorrência, essa imprecisão tende a se ampliar em função do crescimento da extensão territorial e do número de países analisados.

Palavras-chave


Dados populacionais; Assentamentos precários; Favelas; Análise de conteúdo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.