Entre a recuperação patrimonial e a questão da moradia: projetos de renovação urbana para o centro de Santos

Maria Carolina Maziviero

Resumo


O objeto de estudo deste artigo é a cidade de Santos, mais especificamente a gestão pública municipal, no que se refere aos projetos para a região central da cidade e às suas implicações sociais. Devido à vertiginosa valorização do solo urbano em Santos nos últimos 15 anos, combinada com uma gestão pública marcada pelo patrimonialismo e pelo crescente atendimento aos interesses do grande capital privado, houve dois processos bastante nítidos na cidade: a) a expulsão de parcela da população de Santos, principalmente para outras cidades da Baixada Santista; b) a mercantilização do patrimônio arquitetônico e urbanístico, que tem sido preservado, desde que não interfira nos interesses do mercado imobiliário. O trabalho apresenta como objetivo principal a descrição, a análise e a avaliação das políticas públicas urbanas para o centro de Santos, no que tange ao seu conjunto de valores, lógica de funcionamento, interesses atendidos e suas implicações sociais.

Palavras-chave


Revitalização de centros urbanos; Gestão empresarial de cidades; Habitação popular

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.