Cartografia da vulnerabilidade socioambiental: convergências e divergências a partir de algumas experiências em Portugal e no Brasil

Maria Isabel Castreghini Freitas, Lúcio Cunha

Resumo


Com este estudo, buscamos contextualizar o tema vulnerabilidade socioambiental no cenário mundial, destacando
similaridades e discrepâncias nas suas concepções em Portugal e no Brasil. Na literatura que trata
de vulnerabilidade já está consagrada a contribuição das Geotecnologias e do seu potencial para a modelagem
de aspectos físicos e socioeconômicos, para a prevenção, mitigação e enfrentamento de manifestações
de riscos, sejam eles naturais, tecnológicos ou mistos. Este artigo tem como objetivo discutir os referenciais
metodológicos dos estudos de vulnerabilidade, bem como os resultados de aplicação na modelagem de
dados socioeconômicos e ambientais no contexto da região Centro de Portugal e do estado de São Paulo,
Brasil. A metodologia para a análise da vulnerabilidade dessas regiões baseou-se na avaliação quantitativa
da capacidade de resistência e de resiliência de populações e de territórios. Os resultados apresentam-se
coerentes com as realidades socioambientais das áreas de estudo e refletem a complexidade quando do
enfrentamento e recuperação de situações de riscos para o caso de populações e territórios menos providos
de condições econômicas e de infraestruturas urbanas, seja no Brasil ou em Portugal.


Palavras-chave


Vulnerabilidade socioambiental; Cartografia; Metodologia quantitativa; Portugal; Brasil

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.