Perspectiva geográfi ca sobre o patrimônio arquitetônico da cidade da Lapa, PR

Naomi Anaue Burda, Leonel Brizolla Monastirsky

Resumo


A cidade da Lapa foi fundada em 1794 e seu povoamento ocorreu por meio do Tropeirismo. Com esta atividade formaram-se as primeiras famílias e construíram-se as primeiras edificações para moradia e serviços. Ao longo da transformação de povoado em vila, depois freguesia e finalmente cidade, a Lapa mantém um patrimônio arquitetônico bem preservado – seu centro histórico foi tombado em 1989 pelo Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). A área do centro histórico é composta por 14 quarteirões
com 235 imóveis, formados por edificações com arquitetura do estilo neoclássico, colonial português, luso-brasileiro, italiano, uma senzala e uma casa em estilo inglês. Considerando que a maioria da produção científica sobre o patrimônio cultural edificado da cidade da Lapa apresenta exclusivamente cunho histórico e turístico, o presente artigo tem como objetivo ampliar a discussão sobre esse patrimônio e apresentar também um olhar geográfico para o tema. Desta forma, busca-se com esse trabalho contribuir para o âmbito da ciência geográfica no que diz respeito à relação entre o espaço urbano e o patrimônio cultural.


Palavras-chave


Lapa. Cultura. Patrimônio arquitetônico

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.