Chest binding and respiratory complaints in transgender men

Authors

DOI:

https://doi.org/10.1590/fm.2022.35107

Keywords:

Disforia de gênero. Mastectomia. Transexualidade.

Abstract

Introdução: O uso de binder é um importante recurso para a construção da masculinidade nos homens transexuais não mastectomizados, contudo, pode acarretar danos respiratórios e torácicos se usados de forma inadequada. Objetivo: Analisar a associação entre o uso de binder e as queixas torácicas em homens transexuais. Métodos: Estudo transversal quantitativo realizado no “Espaço Trans” do Hospital das Clínicas de Pernambuco e no ambulatório “LGBTQI Patrícia Gomes” da Policlínica Lessa de Andrade, em Recife, PE. Foram incluídos 60 homens transexuais, com idade acima de 18 anos, e foram coletadas informações sociodemográficas, de saúde geral, uso de binder e queixas na região torácica. Foi realizada a análise descritiva e estimadas as razões de prevalência (RP) com intervalo de confiança (IC) de 95% para a associação entre o uso de binder e queixas na região do tórax. Resultados: A média foi de 27,25 anos; destes, 81,7% não realizaram mastectomia e 53,3% faziam uso de binder. O uso de binder teve associação significativa com queixas na região do tórax (RP = 2,73), dificuldade para respirar (RP = 2,27) e dor no tórax (RP = 1,82). Conclusão: Este estudo demonstrou que há prevalência maior de queixas na região do tórax e respiratórias nos homens transexuais que fazem uso de binder. Isto reforça a necessidade de ampliar o olhar sobre a saúde dessa população. Estratégias de construção de gênero são essenciais para a qualidade de vida e saúde mental de homens transexuais, sendo o uso de binder um importante aliado neste processo.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2021-12-11

How to Cite

Santos, W. J. dos, da Silva, R. B., Rodrigues, D. F., da Rocha, L. M. F., de Moura, G. J. B., & de Ceballos, A. G. da C. (2021). Chest binding and respiratory complaints in transgender men. Fisioterapia Em Movimento (Physical Therapy in Movement), 35(1). https://doi.org/10.1590/fm.2022.35107

Issue

Section

Original Article