Influência de diferentes tipos de calçado na atividade eletromiográfica do músculo quadríceps de mulheres ao subir e descer degrau [I]

Valéria Mayaly Alves de Oliveira, Laísla da Silva Paixão Batista, Lucas Pereira Lopes de Souza, Ana Carolina Rodarti Pitangui, Rodrigo Cappato de Araújo

Abstract


Introdução: A síndrome da dor femoropatelar (SDFP) é caracterizada por dor difusa na região retropatelar, aumentada durante realização de tarefas diárias, tais como subir e descer escadas e ajoelhar. A SDFP tem maior prevalência em mulheres jovens e sua etiologia não é totalmente conhecida. Objetivo: Avaliar a influência do uso de diferentes tipos de calçados na atividade dos músculos estabilizadores da patela durante as tarefas de subir e descer degrau. Materiais e métodos: Participaram do estudo dez mulheres saudáveis e dez mulheres com SDFP. As voluntárias realizaram as tarefas de subir e descer um degrau em três situações: descalças, usando tênis e salto alto de 10 cm. Durante a realização das tarefas, foi registrada com eletrodos superficiais a atividade eletromiográfica dos músculos vasto medial oblíquo (VMO), vasto lateral (VL) e reto femoral (RF). A comparação intergrupos foi realizada com o teste t não pareado; para a análise intragrupo, utilizou-se ANOVA com medidas repetidas e post hoc Tukey, todos com um nível de significância de 5%. Resultados: Os resultados demonstraram, no grupo controle, aumento da atividade do VMO nas tarefas concêntrica e excêntrica realizadas com salto alto. No entanto, no grupo SDFP, a atividade do VMO não foi influenciada em nenhuma das condições testadas. Não foram observadas diferenças estatísticas na razão VMO/VL e no tempo de ativação dos músculos. Conclusão: Os resultados sugerem que em mulheres assintomáticas uso do calçado de salto alto modificou a atividade de todos os músculos. Entretanto, mulheres com SDFP não apresentaram alterações no VMO.



DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-51502013000300014

Refbacks

  • There are currently no refbacks.