Avaliação da prevalência das disfunções temporomandibulares em surdos: estudo controlado

Giedry Monteiro Ganzaroli, Aroaldo José Casa Junior

Abstract


Introdução: A Articulação Temporomandibular (ATM) é uma estrutura de extrema importância, de alta complexidade, e com suscetibilidade à disfunção. A Disfunção Temporomandibular (DTM) é um conjunto de manifestações clínicas de má função mandibular, associadas ou não à dor e apresenta-se bastante frequente na população. Objetivo: Verificar a prevalência de DTM em surdos e descrever os sinais e sintomas, avaliados pelo Índice Clínico de Helkimo, mais frequentes nos grupos pesquisados. Materiais e métodos: Trata-se de um estudo epidemiológico, analítico, comparativo e quantitativo, realizado com 45 surdos e 45 ouvintes, sendo homens e mulheres com idade entre 18 e 63 anos. Os participantes foram submetidos a uma ficha de avaliação, composta por perguntas pessoais e hábitos parafuncionais, em seguida foi aplicado o Índice Clínico de Helkimo, o qual permite uma avaliação funcional do sistema mastigatório. Resultados: A prevalência de DTM foi elevada nos dois grupos, mas não houve diferença estatisticamente significativa quanto à prevalência de DTM (p = 0,372) nos grupos pesquisados. Conclusão: Não foi encontrada diferença significativa entre os grupos estudos, com relação à presença de DTM. Os surdos e ouvintes portadores de DTM apresentaram alterações clínicas semelhantes.



DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-51502013000100020

Refbacks

  • There are currently no refbacks.