Influência do posicionamento dos membros superiores sobre parâmetros ventilatórios em indivíduos adultos

Akinori Cardozo Nagato, Claudia Regina Carvalho Barboza, Rafaela Gontijo Manso, Maria de Fátima Ferreira de Oliveira, Marco Aurélio dos Santos Silva, Frank Silva Bezerra

Abstract


Introdução: A ventilação pulmonar depende da integridade da parede torácica. O posicionamento da parede torácica e/ou as disfunções dos músculos ventilatórios diminuem os volumes e as capacidades pulmonares,o fluxo de ar nas vias aéreas e as pressões inspiratória e expiratória máximas. O posicionamento dos membros superiores interfere na dinâmica da caixa torácica. Objetivos: Verificar o efeito do posicionamento dos membros superiores com o ombro a 90° de abdução e rotação externa, associado à flexão de cotovelo a 90° sobre a função ventilatória pulmonar. Métodos: Os indivíduos foram submetidos ao Questionário Respiratório sugerido pela American Thoracic Society – Division of Lung Diseases (ATS-DLD) e à ficha individual de pesquisa, para avaliação clínica da função ventilatória pulmonar. Resultados: Foi observado que o volume minuto e o volume corrente nos indivíduos saudáveis no pós-posicionamento aumentaram quando comparados à situação de pré-posicionamento, de 9,46 ± 1,15 L/min. para 11,89 ± 1,54 L/min. e de 565,8± 83,84 ml para 752,4 ± 105,5 ml, respectivamente. Conclusão: O posicionamento dos membros pode ser priorizado antes das técnicas reexpansivas pulmonares. Programas de reabilitação pulmonar, de maneira geral, podem incluir o posicionamento correto dos membros superiores, pois isso coloca em vantagem os músculos que atuam sobre a caixa torácica, melhorando o desempenho da ventilação pulmonar.



DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-51502012000300008

Refbacks

  • There are currently no refbacks.