Efeitos da aplicação do L.A.S.E.R. HeNe e do ultravioleta B no vitiligo

Ana Carolina Brandt de Macedo, Camila Fátima de Oliveira, Elaine Cristina Magalhães Silva, Luciane Aparecida Straub de Andrade

Abstract


Introdução: O vitiligo é uma doença crônica despigmentante da pele ocasionada pela perda funcional dos melanócitos da epiderme. Este estudo teve como objetivo comparar os efeitos da aplicação do L.A.S.E.R. HeNe e do ultravioleta B em pacientes com vitiligo. Método: Foram selecionados 22 pacientes (11 mulheres e 11 homens), com idade entre 12 a 60 anos (31,68 ± 16,29). Os pacientes foram distribuídos aleatoriamente, de acordo com a ordem de comparecimento no serviço e foram divididos randomicamente em dois grupos: o grupo A (n = 12) submetido à aplicação do L.A.S.E.R. HeNe onde a técnica utilizada foi a pontual com aproximadamente 3 cm de distância entre cada ponto, perpendicularmente à pele e o grupo B (n = 10) ao Ultravioleta B aplicado de forma perpendicular com 10 cm de afastamento da pele do paciente. Para mensuração da área tratada utilizou-se o programa AUTOCAD 2002, no qual foi delimitada a borda da mácula em fotos tiradas no início e no final do tratamento. Resultados: Inicialmente no grupo A área era de 4,87 cm² ± 3,70 e após a aplicação foi de 4,15 cm² ± 2,89, com diferença média de 0,72 cm² (1,89). No grupo B verificou-se que antes da aplicação a média era de 5,36 cm² ± 6,36 e a após a aplicação foi de 4,43 cm² ± 5,17, com diferença média de 0,92 cm² ± 1,29. Conclusão: Ambos os aparelhos obtiveram resultados significativos na redução da mácula com maior redução no grupo da ultravioleta.



DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-51502012000300003

Refbacks

  • There are currently no refbacks.