O ultrassom é efetivo no tratamento da tendinite calcárea do ombro?

Josiane Sena dos Santos, Rebecca Barbosa de Decco Monteiro Marinho, Angélica Rodrigues Araújo, Maria Emília de Abreu Chaves, Mariane Palumbo Nascimento, Aline de Morais Pereira

Abstract


Introdução: A tendinite calcária do ombro é uma calcificação caracterizada pela deposição de sais de cálcio nos tendões do manguito rotador, provocando dor no ombro e perda de amplitude de movimento (ADM). O ultrassom é sugerido como alternativa promissora para facilitar a reabsorção dos depósitos de cálcio. Os mecanismos que fundamentam esse efeito são, entretanto, ainda controversos na literatura, e a utilização clínica do ultrassom na tendinite calcária tem sido baseada mais em evidências empíricas do que científicas. Objetivos: Realizar uma revisão bibliográfica sobre os efeitos biológicos e terapêuticos do ultrassom, a fim de identificar o real papel desse recurso no tratamento da tendinite calcária do ombro. Materiais e métodos: Para sua elaboração, foi feita uma busca bibliográfica em bases de dados eletrônicas e uma pesquisa manual. Resultados: Dentre os estudos selecionados, dois demonstraram redução da dor e do tamanho da calcificação e dois não apresentaram resultados positivos. Discussão: Os benefícios promovidos pelo ultrassom são dependentes dos parâmetros utilizados. Variáveis como o tamanho da área a ser tratada, diferenças teciduais, duração da aplicação e o objetivo da conduta terapêutica também devem ser considerados. Conclusão: Com base nesta revisão, pode-se afirmar que o ultrassom terapêutico é um recurso efetivo no tratamento da tendinite calcária do ombro.



DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-51502012000100020

Refbacks

  • There are currently no refbacks.