Análise dos efeitos do ultrassom terapêutico e da eletrolipoforese nas alterações decorrentes do fibroedema geloide

Giselle Cunha Machado, Rossana Bertolucci Vieira, Nuno Miguel Lopes de Oliveira, Célia Regina Lopes

Abstract


Introdução: A síndrome da desarmonia corporal (SDC) inclui a presença de fibroedema geloide (FEG), adiposidade localizada, aumento de gordura corporal total e flacidez muscular – frequentemente associados – e esses distúrbios estéticos representam uma ameaça à integridade emocional do indivíduo, sendo uma variedade de terapias propostas para o seu tratamento. Objetivos: Avaliar os efeitos do ultrassom terapêutico (UST) e da eletrolipoforese no tratamento das alterações decorrentes do fibroedema geloide. Materiais e métodos: Foram estudadas 22 voluntárias, com idade entre 17-35 anos, presença de FEG graus 1 e/ou 2 em glúteos, sedentárias e usando anticoncepcional. Previamente foram avaliadas as variáveis de perimetria, sensibilidade, dor, satisfação pessoal, adipometria, avaliação fotográfica e bioimpedância elétrica bipolar. Foram realizadas 10 sessões com UST em 11 das voluntárias e as demais 11 voluntarias receberam tratamento por eletrolipoforese. Todas as técnicas foram aplicadas na região glútea bilateralmente, três vezes por semana, e ao término do tratamento as variáveis foram reavaliadas. Na análise estatística foi aplicado o teste t de Student para verificar a significância entre os resultados obtidos em cada tratamento e entre os tratamentos. O nível de significância estabelecido foi de p < 0,05. Resultados: Não houve diferença estatisticamente significante na perimetria, adipometria e bioimpedância após os tratamentos instituídos. Na avaliação fotográfica houve melhora no aspecto visual do FEG em 68,18% das participantes. A satisfação pessoal aumentou em ambos os grupos (UST p = 0,03* e eletrolipólise p = 0,04*). Conclusão: Os tratamentos apresentaram melhora no aspecto visual do FEG e na satisfação pessoal, porém não alteraram medidas perimétricas, de adipometria e da bioimpedância.



DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-51502011000300012

Refbacks

  • There are currently no refbacks.