Influência dos sistemas sensoriais na manutenção do equilíbrio em gestantes

Luana Mann, Julio Francisco Kleinpaul, Clarissa Stefani Teixeira, Carlos Bolli Mota

Abstract


Introdução: Existe um grande número de fatores interferindo na atuação do equilíbrio, porém a importância dada a cada um dos sistemas sensoriais durante a gestação ainda é desconhecida. O objetivo deste estudo foi investigar a influência do sistema visual, somatossensorial e vestibular no equilíbrio em diferentes fases da gestação. Método: Para a realização deste estudo foram avaliados dois grupos, sendo: grupo de gestantes (GG), e grupo de mulheres não gestantes (GC). O equilíbrio corporal foi mensurado por meio das 6 condições do Teste de organização sensorial (TOS), utilizando-se uma plataforma de força AMTI. As variáveis relacionadas com a manutenção da estabilidade corporal foram a amplitude do deslocamento do centro de força nas direções ântero-posterior (COPap) e médio-lateral (COPml). Para comparação entre os grupos e entre os testes sensoriais utilizou-se Anova One-Way, e para a identificação das diferenças utilizou-se o teste post-hoc HSD de Tukey. O nível de significância adotado para todos os testes foi de 5%. Resultados: As diferenças nas oscilações corporais são mais evidentes a partir do segundo trimestre de gestação, sendo que a manipulação sensorial se mostra como fator agravante sobre as mesmas. Conclusão: O processo de gestação influencia o equilíbrio em ambas as direções avaliadas (COPap e COPml) e as oscilações corporais aumentam com a dificuldade da tarefa (manipulação sensorial) e com o avançar da gestação.



DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-51502011000200013

Refbacks

  • There are currently no refbacks.