AVALIACÃO DA QUALIDADE DE VIDA DE TRABALHADORES EM EMPRESA METALÚRGICA: um subsídio à prevenção de agravos à saúde

Ana Maria Dyniewicz, Auristela Duarte Moser, Andréia Ferreira dos Santos, Hernandez Pizoni

Abstract


INTRODUÇÃO: o tema Qualidade de Vida (QV) tem sido muito estudado e pesquisado, sob diferentes enfoques. É consenso entre os estudiosos do tema o seu caráter subjetivo e multifatorial. O aumento da busca pelo conforto e melhores condições de vida, tem tido importante impacto na vida pessoal pelo excesso de trabalho, dentre outros fatores, configurados como impeditivos do alcance de necessidades da vida em sociedade. OBJETIVO: identificar e analisar a Qualidade de Vida de trabalhadores em metalurgia e sugerir possíveis diretrizes administrativas, para manter e/ou programar ações que possam colaborar diretamente na satisfação com o trabalho e bemestar dos trabalhadores. MÉTODO: optou-se por abordagem quantitativa, em pesquisa descritiva exploratória utilizando o instrumento WHOQOL – bref da Organização Mundial de Saúde. Os sujeitos foram 149 trabalhadores de um total de 290, resultando assim em 51% do total empregado da metalúrgica. RESULTADOS: as queixas principais foram osteomusculares devido às atividades e posturas adotadas nos postos de trabalho, evidenciadas por dores musculares, dor de cabeça e zumbidos por causa de ruído ambiental. Outras queixas estiveram relacionadas a problemas crônicos, como diabetes e cardiopatias. Foram relatados problemas emocionais, e um caso de uso de álcool e drogas. CONCLUSÕES: ainda evidenciam-se fragilidades nas estratégias das organizações para o enfrentamento do problema e suas repercussões. Os resultados, portanto, além de subsídios para a direção da empresa, darão à Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) possibilidades de conceber ações voltadas ao trabalho de forma a torná-lo mais saudável e seguro.

Refbacks

  • There are currently no refbacks.