PROGRAMA DE GINÁSTICA PARA IDOSOS NOS CENTROS DE SAÚDE: avaliação da aptidão funcional

Daniela Préve Ribeiro, Giovana Zarpellon Mazo, Crisina Brust, Adilson Sant´Ana Cardoso, Aline Huber da Silva, Tânia Rosane Bertoldo Benedetti

Abstract


INTRODUÇÃO: No Brasil, apesar de ser observado um aumento da expectativa média de vida, sabe-se que o brasileiro vive em média apenas 54 anos livre de incapacidades funcionalmente limitantes. Neste ponto, a promoção de saúde tem ganhado espaço nas políticas públicas, e a difusão de programas de atividades físicas tem-se tornado necessária. OBJETIVO: Este estudo teve como objetivo analisar a influência da intervenção de um programa de ginástica por 24 semanas e do período de destreino de 8 semanas na aptidão funcional de idosos em quatro Centros de Saúde do município de Florianópolis. MÉTODOS: A amostra foi composta por 14 idosas participantes do programa de ginástica, que realizaram os testes físicos da bateria da AAHPERD em julho e dezembro de 2006 e março de 2007, e que responderam o questionário sobre o período de férias. Os dados derivados da entrevista de férias foram analisados por meio de estatística descritiva e, para os dados quantitativos, foi utilizada a Análise Multivariada de Variância para medidas repetidas. O nível de significância adotado foi de 5%. RESULTADO: Constatou-se que o programa de ginástica colaborou para a melhora da aptidão funcional geral das idosas, sendo que as aptidões físicas força de membros superiores e coordenação foram as que obtiveram maiores alterações com o programa. Durante o período de destreino do programa, constatou-se uma melhora na resistência aeróbia. CONCLUSÃO: Conclui-se que os resultados dessa pesquisa contribuem para a confirmação da importância da prática de atividades físicas pelos idosos, para a manutenção/melhora de sua aptidão funcional.

Refbacks

  • There are currently no refbacks.