O EQUILÍBRIO DE UM MÚSICO COM E SEM O TRANSPORTE DO INSTRUMENTO

Clarissa Stefani Teixeira, Fausto Kothe, Carlos Bolli Mota, Érico Felden Pereira

Abstract


INTRODUÇÃO: A integridade do sistema locomotor pode ser comprometida pelo transporte de determinados objetos principalmente quando é realizado de forma inadequada. O transporte de instrumentos musicais, devido a seu peso e tamanho, pode contribuir para o surgimento de disfunções corporais nos músicos que necessitam realizá-lo com frequência, influenciando o equilíbrio e postura corporal. Logo, buscou-se investigar o equilíbrio de um músico com e sem o transporte de seu instrumento e possíveis assimetrias do corpo por meio da força vertical de reação do solo. MATERIAIS e MÉTODOS: Para aquisição dos dados cinéticos do equilíbrio foram utilizadas duas plataformas de força AMTI (Advanced Mechanical Technologies, Inc.). Para a comparação dos dados foi utilizado o teste t de Student com nível de probabilidade de significância de 5%. O indivíduo totalizou 40 tentativas: 20 sem o transporte do instrumento e 20 com o transporte do instrumento. RESULTADOS: O transporte da carga (7,75% do peso corporal do músico) causou alterações no aparelho locomotor. A variável força de reação vertical do solo, durante o equilíbrio estático, apresentou diferenças estatisticamente significativas (p<0,001) quando o músico transportou o instrumento. CONCLUSÃO: Portanto, foram identificadas assimetrias, indicando compensação para as diferentes sobrecargas em ambos os hemisférios corporais.

Refbacks

  • There are currently no refbacks.