COMPRESSÃO MANUAL TORÁCICA EM UM MODELO EXPERIMENTAL DE ATELECTASIA EM RATOS WISTAR

Januário Gomes Mourão e Lima, Luis Felipe da Fonseca Reis, Franklin Mendes Moura, Carla Peixoto Vinha de Souza, Evelyn Mendes Walchan, Anke Bergmann

Abstract


Direcionamento de fluxo é uma técnica manual de Fisioterapia respiratória conhecida como compressão manual torácica. Ela é usualmente utilizada na prática da fisioterapia respiratória para expansão do hemitórax contra-lateral ao hemitórax bloqueado. Este estudo tem como objetivo analisar os aspectos histopatológicos do tratamento com direcionamento de fluxo em um modelo experimental de atelectasia em ratos. Vinte e quatro ratos Wistar (200-250g) foram divididos em quatro grupos experimentais de seis animais: Grupo controle (C); Grupo atelectasia (A); Grupo tratado com direcionamento de fluxo por 3 vezes (T3) e Grupo tratado com direcionamento de fluxo por 6 vezes (T6), durante 1 minuto. Os grupos A, T3 e T6 foram envolvidos por um esfignomanômetro pediátrico inflado a uma pressão de –8 mmHg por 10 segundos. Os pulmões foram preparados para histologia e corados com hematoxilina e eosina. A análise morfológica foi realizada em microscópio óptico. Um aumento de colapso alveolar foi observado nos grupos atelectasia e tratados com direcionamento de fluxo (T3 e T6), quando comparados ao grupo controle. Nossos resultados sugerem que a técnica de compressão unilateral do tórax não foi eficiente como tratamento em um modelo experimental de atelectasia em ratos.

Refbacks

  • There are currently no refbacks.