CARACTERIZAÇÃO DA CURVATURA LOMBAR EM ESCOLARES NA FASE DO DESENVOLVIMENTO ESTRUTURAL

Aline de Souza Pagnussat, Karine Monik Paganotto

Abstract



Este estudo surgiu da necessidade em encontrar um método quantitativo de avaliação postural infantil. Objetivou-se quantificar a curvatura lombar de estudantes, correlacionando-a com o posicionamento da pelve e encurtamentos musculares. Foram selecionados 90 escolares (6 a 8 anos e 11 a 13 anos) de escolas municipais de Cascavel-PR. Para a avaliação da curvatura lombar foi utilizado o Método Flint associado à captação e análise de imagens digitais por meio da Biofotogrametria e do software CorelDRAW® 11. A média do ângulo lombar foi de 27,02º, enquanto a média da distância entre as espinhas isquiotibiais foi de 69,51º, para flexores uniarticulares do quadril foi de 4,02º e para flexores biarticulares do quadril foi de 115,74º. Quanto à correlação entre as variáveis, a idade apresentou correlação positiva em relação ao grau de hiperlordose e correlação negativa em relação ao comprimento de isquitibiais e flexores uniarticulares do quadril. Na população estudada, o ângulo lombar aumentou com a idade, refletindo a instalação de uma possível retificação lombar em lugar da hiperlordose. Com relação aos encurtamentos, crianças com mais idade apresentaram maior encurtamento de isquiotibiais e flexores uniarticulares do quadril. Todavia, a correlação direta entre grau de hiperlordose, posicionamento da pelve e encurtamentos musculares não foi verificada por meio dos métodos utilizados neste estudo.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.