PROPRIEDADES PSICOMÉTRICAS DE MEDIDAS ELETROGONIOMÉTRICAS DURANTE A ELEVAÇÃO DOS MEMBROS SUPERIORES

Chistina Danielli Coelho Moraes Faria, Luci Fuscaldi Teixeira-Salmela

Abstract


O objetivo deste estudo foi investigar as propriedades psicométricas de medidas eletrogoniométricas angulares e temporais durante a elevação e o retorno da elevação dos membros superiores (MMSS) no plano escapular em indivíduos saudáveis e com síndrome do impacto (SI). Quinze indivíduos jovens, de ambos os sexos (nove com SI), realizaram três repetições do movimento com o eletrogoniômetro posicionado na região posterior do braço e do tronco, cruzando a articulação glenoumeral, que foram filmadas por uma câmera digital. Medidas angulares e temporais de início e término da elevação e do retorno, tanto do eletrogoniômetro quanto da imagem, foram obtidas. Coeficientes de correlação de Pearson foram utilizados para investigar a associação entre medidas angulares e temporais fornecidas pelo eletrogoniômetro com as obtidas pela imagem e coeficientes de correlação intraclasse (CCI) para investigar a confiabilidade teste-reteste das medidas angulares fornecidas pelo eletrogoniômetro (a<0,05). As medidas angulares do eletrogoniômetro apresentaram adequados valores de confiabilidade (0,620,98; p<0,0001), mas não se correlacionaram significativamente com as da imagem (- 0,060,98; p<0,0001). Portanto, o eletrogoniômetro se mostrou válido apenas para determinar medidas temporais. Os adequados valores de confiabilidade teste-reteste das suas medidas angulares retratam a consistência das avaliações do estudo utilizando o equipamento. Entretanto, o eletrogoniômetro não se mostrou adequado para mensurar angulações desse movimento nessas populações.

Refbacks

  • There are currently no refbacks.