CARACTERIZAÇÃO POSTURAL DA COLUNA DE CRIANÇAS OBESAS DE 7 A 10 ANOS

Mari Oliveira Mota Kussuki, Silvia Maria Amado João, Ana Claudia Pereira da Cunha

Abstract


A obesidade é um problema de saúde pública, pois vem crescendo em índices alarmantes. O aumento do tecido adiposo é fator predisponente para diversas doenças, como a hipertensão, doenças cardiovasculares, desordens respiratórias e distúrbios osteoarticulares, entre outros. Estudos indicam que a obesidade gera uma sobrecarga assimétrica sobre a coluna, gerando alterações nas suas curvaturas normais, sendo que na maioria dos casos elas se apresentam mais acentuadas. O objetivo desse trabalho foi analisar a influência do excesso de peso sobre a coluna da criança obesa ou com sobrepeso, comparando-as com a coluna de crianças eutróficas. Foram utilizados métodos quantitativos de análise postural, por meio de fotos digitais, programa Corel Draw v. 10.0 e régua flexível. Foi realizada uma avaliação postural em 24 crianças obesas, 13 com sobrepeso e 40 eutróficas, com idade entre 7 e 10 anos, no Hospital Universitário da USP e na escola pública João Crispiniano Soares. Observou-se maior incidência de hiperlordose lombar (62%) e protração da cabeça (51%) no GO (Grupo Obeso), sendo 53,85% e 41,67% no GS (Grupo Sobrepeso) e 35% e 12% no grupo eutrófico, respectivamente. Observou-se maior tendência no GO de apresentar aumento nas curvaturas sagitais da coluna, principalmente na lordose e na cervical. Já o GS obteve tendência ao aumento apenas da curvatura cervical.

Refbacks

  • There are currently no refbacks.